Horário de Atendimento : Seg. a Sex.: 7h - 12h e 13 - 18h. Sáb.: 8h - 12h
  Contato : (54) 3011-0092 e WhatsApp (54) 99194-0757

Blog

cancer-pulmao-verita-diagnosticos-farroupilha

A importância da detecção precoce do câncer de pulmão através do exame de imagem

cancer-pulmao-verita-diagnosticos-farroupilha

Saiba as vantagens de realizar o diagnóstico de câncer por meio dos exames imagiológicos

No campo da medicina, as descobertas tecnológicas vêm trazendo uma série de benefícios na detecção de diversas doenças. E os exames de imagem ganham prioridade nos diagnósticos, principalmente do câncer de pulmão. Além de ser prática, é também uma das formas de diagnóstico que transmite maior precisão e confiança nos resultados.

Dentre todos os tipos de câncer, o de pulmão era um dos mais raros há um século atrás. Porém, o número de casos aumentou consideravelmente, e hoje é um dos que ocorrem com mais frequência. Consequentemente, o índice de mortalidade também possui um valor elevado.

TABAGISMO: O GRANDE VILÃO

Sem dúvidas, o grande causador da doença é o tabagismo. E, apesar das campanhas publicitárias alertarem sobre os malefícios causados pelo cigarro, fumantes e ex-fumantes estão desenvolvendo cada vez mais o câncer de pulmão.

O hábito de fumar é um dos grandes fatores de risco para essa doença extremamente letal. Assim, torna-se responsável por aumentar em 40 vezes a chance de desenvolvê-la em relação aos não-fumantes.

Só na fumaça do cigarro há cerca de 5 mil substâncias. Dentre elas, 50 podem ser consideradas cancerígenas, como o Arsênico, o Amianto e o Níquel, por exemplo. Ou seja, quem convive por perto com fumantes acaba entrando para o grupo de risco, mesmo sem fumar.

A IMPORTÂNCIA DA DETECÇÃO PRECOCE

Diagnosticar a doença em seus estágios iniciais pode aumentar bastante a chance de sobrevida. Segundo pesquisas, essa sobrevida pode chegar a 70% em cinco anos, um número considerado como um grande avanço para a medicina diagnóstica.

Infelizmente esse diagnóstico, nos dias atuais, é feito apenas em estágios mais avançados da doença. Ou seja, a sobrevida diminui consideravelmente e a chance de cura fica bastante limitada.

Tudo isso faz com que passemos a refletir sobre a real importância da mudança de hábitos da população fumante. A comunidade médica promove alertas constantes sobre as vantagens de, antes de tudo, manter uma vida saudável, longe do vício do tabagismo, mas também de se realizar exames com frequência, a fim de detectar doenças o quanto antes for possível.

COMO DETECTAR O CÂNCER DE PULMÃO

O controle e o rastreamento da doença devem ser feitos, se possível, em estágios iniciais. É indicada a realização de exames periódicos pessoas que estão dentro do grupo de risco: pacientes com mais de 55 anos trazendo na bagagem a média de 20 maços de cigarro por ano.

Estudos indicam que a maneira mais eficiente de identificar o tumor é por meio da Tomografia Computadorizada. Esse exame de imagem pode diagnosticar o nódulo ainda em volumes menores, bem como acompanhar o paciente para garantir maior chance de cura.

A tomografia [link] abre a possibilidade para o médico visualizar, de maneira eficiente, lâminas milimétricas de todo o pulmão. Assim, ele consegue medir o volume do tumor, posição e outros fatores que possibilitam um diagnóstico preciso.

Segundo pesquisas médicas, a realização de tomografias anuais já reduziu em 20% o número de mortes causadas pelo câncer de pulmão, o que sem dúvidas é um grande avanço.

Além da Tomografia Computadorizada, também é possível detectar a doença por meio da radiografia de tórax, citologia de escarro e marcadores biomoleculares.

RECOMENDAÇÕES E CONSIDERAÇÕES FINAIS

Neste Dia Nacional de Combate ao Fumo a Verità reforça o alerta a todos sobre os malefícios que envolve o tabagismo. Caso você se encontre dentro dos fatores de risco, não hesite em procurar um médico e realizar todos os exames necessários.

Lembre-se que o quanto antes detectar o câncer de pulmão, mais chances de tratamento terá e o risco de morte pode diminuir consideravelmente!

Você tem dúvidas sobre o diagnóstico de câncer de pulmão? Entre em contato conosco.

 

Mais Informações

As doenças mais comuns que podem atingir a saúde da mulher

Doenças femininas

Conheça as doenças mais comuns que podem atingir a saúde da mulher

A mulher necessita de cuidados específicos para sua saúde em todos os períodos da sua vida, da adolescência até a terceira idade.

Para que sua saúde seja acompanhada e medidas de prevenção sejam adotadas a mulher deve visitar regularmente o médico especialista da área, que é o ginecologista.

Além disso, a informação é fundamental e deve estar presente em todas as fases da vida de uma mulher a fim de que ela saiba quando há algo de errado com seu corpo. Fizemos uma lista com as doenças mais comuns que atingem o público feminino. Confira abaixo e saiba o que acontece com o corpo quando desenvolve cada doença:

ENDOMETRIOSE

Essa doença feminina é bastante comum e atinge, pelo menos, 20% das mulheres que se encontram em idade fértil. Esse transtorno ginecológico pode ocorrer em qualquer idade, da adolescência a idade adulta.

O endométrio é o tecido que reveste normalmente a  parte interna do útero. Durante o ciclo menstrual ele prolifera e caso não ocorra gestação descama através da menstruação. A endometriose ocorre quando o tecido endometrial se implante e desenvolve fora da cavidade uterina, como ovários, trompa e cavidade peritoneal. Isso causa inflamação e muitas dores à mulher.

O diagnóstico é feito através do exame ginecológico, complementado por exames de imagem, principalmente a ultrassonografia e a Ressonância Magnética. Por vezes pode ser necessária a realização de Videolaparoscopia Diagnóstica.  

Principais Sintomas: Dor na região inferior do abdômen, cólicas fortes, cólica menstrual, sangramentos irregulares, dor nas relações sexuais, dificuldade para engravidar e alterações intestinais ou urinárias.

Tratamento: Pode ser baseado na utilização de medicações, Cirurgias e Técnicas de Fertilização para a Infertilidade.

 

SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO (SOP)

A SOP é uma doença que ainda não possui uma causa específica identificada. Ocorre um desequilíbrio hormonal onde há o surgimento de diversos cistos nos ovários que podem aumentar o tamanho dos mesmos.

As mulheres com SOP ovulam menos, o que provoca irregularidade menstrual e pode causar infertilidade. O diagnóstico é clínico, complementado por ultrassonografia e exames laboratoriais.

Principais Sintomas: Menstruação irregular, dificuldade para engravidar, excesso de pêlos pelo corpo, alteração da glicose, queda de cabelo, oleosidade da pele, obesidade e dificuldade de emagrecer.

Tratamento: Perda de peso, atividade física e controle dietético fazem parte das orientações. Podem ser utilizadas medicações para regularizar o ciclo menstrual, controlar a acne, oleosidade e aumento de pêlos.  Caso deseje gestar existem tratamentos específicos com essa finalidade.

 

MIOMA UTERINO

O mioma, também chamado de fibroma uterino, é um tipo de tumor benigno da musculatura uterina. Muito comum em mulheres na idade fértil, uma em cada cinco possui algum mioma uterino.

O diagnóstico é feito a partir de exames ginecológicos e ultrassonografia transvaginal. 

Principais Sintomas:  Fluxo menstrual maior do que o normal e com longa duração e irregular podendo causar anemia. Dor pélvica ou no abdômen, pressão na bexiga, dificuldade para engravidar, sintomas intestinais ou aumento do volume abdominal.

Tratamento: Medicamentos ou cirurgia.

 

CÂNCER DE MAMA

É o tumor maligno mais  frequente na mulher, sendo importante causa de mortalidade, geralmente surge como um nódulo na mama. Existem múltiplos fatores de risco, os mais importantes são a idade e a história familiar.

O diagnóstico é dado por meio de exame clínico das mamas, da mamografia e da ultrassonografia mamária. Principalmente a mamografia de rastreamento,  feita uma vez  ao ano a partir dos 40 anos.

Principais Sintomas: Aparecimento de um nódulo  na mama, alteração da pele, dor,  inversão do mamilo ou nódulos nas nas axilas.

Tratamento: Cirurgia, Quimioterapia, Hormonioterapia e Radioterapia.

 

OSTEOPOROSE

É a redução da resistência dos ossos, tornando-os mais frágeis e porosos. Atinge, em grande maioria, mulheres pós menopáusicas,  brancas de estatura baixa, e com um estilo de vida sedentário.

O diagnóstico pode ser feito por meio da densitometria óssea e o tratamento envolve exercícios físicos, cuidados alimentares, medicações e suplementação de cálcio e Vit D.

A Verità Diagnóstico preza pela saúde da mulher e possui um espaço exclusivo para a realização dos diversos exames citados acima. Clique aqui para conhecer o Centro da Mulher Dr. Aliomar Andrade.

Mais Informações

Alergias Respiratórias: causas, sintomas e prevenção

alergias respiratórias

Você sabia que as principais causas das alergias respiratórias podem estar dentro da sua própria casa? Os ácaros da poeira doméstica, os fungos e as baratas são grandes vilões para desenvolver a rinite alérgica, que ocorre nas vias aéreas superiores, e desencadear a asma, nas vias inferiores.

A alergia é como uma resposta dada pelo sistema imunológico a um alergênico ou a uma substância específica, nas quais o organismo acarreta uma certa sensibilidade. Tais substâncias podem entrar em contato com a pele, ou serem inaladas, injetadas ou ingeridas.

No caso das alergias respiratórias, muitos indivíduos podem ter sensibilidade a alergenos presentes no próprio ar inalado. Saiba mais sobre as causas, os sintomas e como pode prevenir a alergia respiratória. Confira:

QUAIS SÃO AS CAUSAS DA ALERGIA RESPIRATÓRIA?

É certo que muitas pessoas desenvolvem alergia devido a motivos externos. Porém, é comprovado que há grande possibilidade de se obter alergia em razão da genética. Segundo pesquisas, em torno de 50% ou mais de crianças herdam a doença alérgica dos seus pais.

É válido destacar também, que as mudanças climáticas que ocorrem bruscamente a cada dia, possuem grande contribuição para as crises alérgicas. Além disso, as crises também podem ser provocadas por poeira, fungos, ácaros, baratas, pelos de animais, pólen de flores, medicamentos e outros fatores.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS PRINCIPAIS DE UMA ALERGIA?

Como falado anteriormente, a alergia respiratória pode se desenvolver como rinite alérgica ou asma. Os sintomas da rinite alérgica podem ser:

  • Espirros contínuos;
  • Obstrução de uma ou das duas narinas;
  • Coriza, em líquido transparente, que necessitará de limpeza constante;
  • Coceira nasal, mas podendo ser sentida também nos ouvidos, olhos e na faringe;
  • Lacrimejo;
  • Dor de cabeça, sonolência, tosse e dificuldades para dormir também podem ser alguns dos sintomas da rinite alérgica.

Já no caso da asma, os sintomas podem ser:

  • Tosse contínua;
  • Falta de ar constante;
  • Aperto e chiado no peito.

QUAIS SÃO AS MANEIRAS DE SE PREVENIR CONTRA ALERGIAS RESPIRATÓRIAS?

 Há diversas formas de se prevenir contra as crises alérgicas, e a maioria é tratar do próprio lar. Dentre elas:

  • Utilizar o aspirador de pó no lugar na vassoura, afinal é ideal levantar a menor quantidade de poeira possível;
  • Os móveis devem ser limpos com panos úmidos;
  • Manter a casa sempre arejada e deixar os raios de sol entrarem;
  • Lavar as roupas de cama com bastante frequência e deixar secar ao sol;
  • Substituir os travesseiros e almofadas constantemente;
  • Colocar capas em almofadas e colchões;
  • Se alimentar bem e beber muita água;
  • Não fumar e evitar o contato com fumantes;
  • Evitar o contato muito próximo com os animais, devido aos pelos.

QUAL É O TRATAMENTO ADEQUADO PARA ALERGIA RESPIRATÓRIA?

Não há uma cura definitiva para a alergia, mas geralmente os alérgicos recorrem aos descongestionantes nasais quando há uma crise. Esses medicamentos devem até aliviar no momento, no entanto, podem piorar os sintomas quando o efeito passar. O recomendado é utilizar soro fisiológico para higienizar as narinas corretamente.

Há também, o tratamento com os anti-histamínicos e com as vacinas, que controlam e amenizam os sintomas da alergia respiratória. Além disso, os alérgicos podem tratar com corticosteroides tópicos e imunomoduladores, mas ambos necessitam de um acompanhamento médico.

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

O Raio-X do tórax pode auxiliar significantemente no diagnóstico da rinite alérgica ou asma. Por meio dele será possível identificar a existência de alguma estrutura anatômica incomum ou uma doença que possa gerar ou agravar a asma.

Precisa agendar o seu exame? Entre em contato com a Verità Diagnósticos pelo telefone (54) 3011-0092 ou pelo nosso site: http://www.veritadiagnosticos.com.br/agende-seu-exame/.

Mais Informações

Rastreio do câncer de mama: nova diretriz muda recomendações sobre mamografia

consulta

American College of Obstetricians and Gynecologists atualizou esse mês suas diretrizes para o rastreio do câncer de mama em mulheres com risco médio, e trouxe novas recomendações sobre a mamografia. Veja abaixo os principais pontos.

  • Recomenda-se iniciar a mamografia de rastreio a partir dos 40 anos. Caso a paciente não comece nessa idade, ela deve fazer aos 50 anos. A decisão sobre quando começar o rastreio deve ser tomada com base nos benefícios e potenciais danos.
  • O rastreio deve ocorrer a cada 1 ou 2 anos, de acordo com a preferência da paciente. O rastreio a cada 2 anos, especialmente para mulheres com 55 anos ou mais, é considerado “sensato” pelo colégio americano.
  • O rastreio deve continuar até, pelo menos, 75 anos. Depois disso, a decisão de interromper ou não deve ser feita levando em conta a saúde atual da paciente e sua expectativa de vida.
  • O exame clínico de mama pode ser oferecido a mulheres de 25 a 39 anos a cada 1 a 3 anos; para aquelas com 40 anos ou mais, anualmente.

Clique aqui para ver o arquivo completo.

Referências:

 

O texto acima, Rastreio do câncer de mama: nova diretriz muda recomendações sobre mamografia foi escrito por Vanessa Thees no PEBMED.

Mais Informações
dicas-para-prevenir-a-osteoporose

5 dicas para prevenir a osteoporose

Você sabia que uma em cada três mulheres tem osteoporose em todo o mundo? Entre os homens, a incidência é um pouco menor: um em cada cinco apresenta o diagnóstico. Essa doença do metabolismo provoca a perda de massa óssea e a incapacidade de reconstrução das células do tecido ósseo.

Mais Informações
1
Olá, podemos ajudar? Fale conosco por WhatsApp agora
Powered by